Publicidade

Como controlar o ciúmes e a impulsividade dentro da relação

Como controlar o ciúmes e a impulsividade dentro da relação

Aprenda a controlar o ciúmes e a impulsividade para seu relacionamento durar mais.

Publicidade

Você é muito ciumento ou ciumenta? Pois bem sabe o quanto isso prejudica uma relação. Em situações de relacionamento amoroso, o problema complica ainda mais, pois gera falta de confiança e afastamento do casal.

Em certo nível, o ciúme é normal e até mesmo saudável, afinal, é uma demonstração de preocupação diante da pessoa amada e significa, inclusive, a vontade de garantir a manutenção dos acordos que quando quebrados configuram traição. De toda forma, esse sentimento leva a atitudes impulsivas e impensadas, o que não resulta em boas experiências para nenhuma das partes.

Por outro lado, há ciúmes que são abusivos e demonstram um sinal de obsessão de um dos parceiros, podendo chegar a ser patológico. Nesse caso, um psicólogo é muito bem-vindo para assegurar a saúde emocional. No entanto, se você apenas quer saber como controlar o ciúme e a impulsividade dentro da relação, as dicas a seguir podem lhe servir.

Publicidade

3 dicas de como controlar o ciúmes

Como controlar os ciúmes:

Selecionamos 3 dicas para que você controle seu ciúmes e conquiste um relacionamento mais saudável. É importante ressaltar que todas elas estão voltadas para você e não para o seu par, afinal o ciúme é um problema do indivíduo: se não há traição, não tem motivo para desconfiança e isso precisa ser trabalhado no interior de cada um; se há traição, aí… já não é caso de ciúme.

Mas calma, essa não é a primeira dica, é apenas um lembrete para que você consiga identificar melhor qual o lugar do sentimento de ciúme que tanto atrapalha o cotidiano a dois.

Levante sua autoestima

Se você não está bem consigo mesmo, é impossível viver uma relação saudável. O primeiro passo é cuidar de si, amar a si, ter segurança das próprias ações, inibindo a impulsividade e garantindo um diálogo equilibrado. 

Publicidade

Como levantar a autoestima? Faça atividades de que gosta, aplique sua vaidade pessoal no seu dia a dia logo pela manhã, olhe-se no espelho com frequência, reserve tempo para refletir e entender os próprios sentimentos. Dar atenção para si é uma tarefa imprescindível para compreender e controlar as emoções com sabedoria.

Converse com seu parceiro ou parceira sobre o ciúmes

A transparência é o melhor caminho. De que adianta ter desconfiança e não explanar? Pergunte suas dúvidas. Explique seus sentimentos. Não deixe para depois uma pergunta simples. Não tenha medo de conversar, afinal, você estará falando com a pessoa mais interessada no seu bem-estar.

Guardar os sentimentos só torna tudo mais difícil, seu companheiro ou companheira nunca irá adivinhar o que está se passando, e o desconforto dentro de você e que extrapola alcançando a relação a dois só vai se adensando cada vez mais. 

Faça novas conexões e tenha relações de amizade

Quando se depende totalmente de apenas uma única pessoa, com certeza saímos frustrados. Isso porque ninguém é capaz de atender as expectativas de outra pessoa o tempo todo, nem deveria. É preciso ter mais de um ponto de referência no mundo, mais de uma pessoa confiável para conversar, passear, rir, chorar…

Desenvolva relacionamentos concretos para além da relação amorosa, sejam eles com familiares ou amigos. Além de também promover a auto-estima, você poderá compreender que nem sempre é possível estar disponível e que isso não significa obrigatoriamente uma traição ou é motivo de ciúmes.

Dica extra! Ame a si mesmo! Ame a si mesma! Você verá como o ciúmes e a impulsividade vão achar a porta de saída.

→ Conheça os pilares básicos para um relacionamento progredir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.