Publicidade

Benefícios do pilates na gravidez

Benefícios do pilates na gravidez

Você sabia que o pilates na gravidez é uma das melhores recomendações em atividades físicas? Confira.

Publicidade

A gravidez é certamente  um dos momentos mais importantes na vida de uma mulher e envolve uma série de mudanças físicas, psicológicas e hormonais muito intensas e repentinas.

Nesse sentido, a atividade física pode desempenhar um papel fundamental, oferecendo importantes benefícios psicofísicos.

É claro que, antes de iniciar qualquer programa de treinamento, é uma boa regra que a gestante se certifique, por meio de prescrição médica, de que pode realizar atividade física com toda a serenidade e que conte com pessoal competente, ainda melhor se especializado em treinamento na gravidez.

Publicidade

Embora, de fato, uma mulher já possa começar com uma boa preparação atlética, ao engravidar ela enfrentará uma série de modificações físicas que necessariamente levarão a uma mudança de hábitos, desde os hábitos alimentares até aqueles, de fato, de atividade. física.

Então, como escolher o treinamento certo para a futura mãe?

Antes de mais nada, o programa de treinamento terá que respeitar alguns parâmetros essenciais:

  • Intensidade média-baixa
  • Mínimo 2 – máximo 3 dias por semana
  • Após o primeiro trimestre,  limitar a posição supina  e evitar exercícios abdominais
  • Lanche leve cerca de 90′ ​​antes
  • Evite ambientes muito quentes e mantenha-se hidratado
  • Diversifique os exercícios dependendo se você está no primeiro (mais delicado),  segundo (mais enérgico) ou terceiro (mais extenuante) trimestre.

Especificamente, o Pilates é considerado um dos treinos mais indicados para qualquer pessoa, pois:

Publicidade
  • Melhorar o conhecimento e a consciência corporal e respiratória
  • Melhore sua postura
  • Melhora as funções cardiovasculares e digestivas
  • Torna o corpo mais dinâmico e flexível
  • Facilita o relaxamento

Pilates na gravidez: benefícios

O Pilates, se feito de forma correta e com os equipamentos adequados, proporciona um excelente remédio para as frequentes disfunções que as grávidas sofrem, além de ser uma ferramenta eficaz de prevenção.

Vamos ver as vantagens juntos:

Tonifique seus músculos 

Deve-se esclarecer que o Pilates não é uma atividade aeróbica e, portanto, não permite queimar gordura e perder peso. Por outro lado, porém, melhora o tônus ​​e a elasticidade muscular, em benefício da linha física e auxiliando no momento do parto, quando o estresse dos músculos é considerável.

Melhore sua postura

Pilates na Gravidez ajuda na postura
Pilates na Gravidez ajuda na postura

Com o tempo, a “barriguinha” altera o centro de gravidade do corpo causando lordose acentuada e fortes dores nas costas. O Pilates, como agora é conhecido, fortalece todos os músculos lombares e ajuda a recuperar a postura correta, antes e depois do parto.

Ajuda a controlar o corpo e a respiração

Durante a gravidez há uma tendência a perceber uma espécie de perda de controle do próprio corpo; os exercícios de Pilates ajudam a encontrar o “centro” e, ao mesmo tempo, melhorando a respiração, auxiliam no momento do parto.

Ajuda a relaxar

Durante a gestação, muitas vezes a pessoa se sente à mercê de disfunções hormonais e mudanças repentinas de humor. Pilates, como Yoga ajuda a recuperar a tranquilidade.

Estabiliza e alinha o assoalho pélvico (períneo)

Pilates na gravidez
Pilates na gravidez é um excelente aliado

Um dos 5 princípios do Pilates é justamente o fortalecimento da pelve, e sabe-se que a gravidez sobrecarrega essa área de sustentação do útero. Os benefícios são evidentes tanto antes como durante o parto, quando os músculos perineais estão sob considerável tensão.

Fortalece as articulações dos pés, joelhos e tornozelos

Durante a gestação essas articulações estão sob tensão constante e podem causar dor.

Alivia a dor no pescoço. O deslocamento do centro de gravidade também afeta o pescoço, causando dores de cabeça e pescoço. Outro dos princípios do Pilates é justamente a melhora da posição da cabeça e pescoço.

Melhorar a circulação 

O pilates ajuda a diminuir a pressão arterial muitas vezes alta durante a gestação.

Pilates na gravidez: quando devo fazer?

Pilates para Gestantes
O pilates na gravidez é indicado e recomendado por especialistas (consulte seu médico)

Geralmente é preferível esperar até o terceiro mês, que é quando a maioria dos perigos para o feto já passou.

É melhor antes ou depois do parto?

Os benefícios estão em ambas as fases. Na fase pós-parto é melhor focar nos músculos abdominais para tonificar a região da barriga e recuperar o tônus ​​antes do período gestacional.

Contra-indicações de pilates na gravidez

Ao contrário de outras atividades físicas, não envolve riscos particulares ou esforços perigosos, pelo contrário, a lentidão dos movimentos que a compõem garante um alto nível de segurança. No entanto, não é recomendado fazer os exercícios em casa ou sem a ajuda de instrutores qualificados.

Tudo alinhado, o pilates na gravidez pode ajudar, até mesmo para o tabalho de parto normal. 

Antes de iniciar um programa de pilates na gravidez, peça sempre a opinião do ginecologista.

Talvez você também se interesse pelo nosso conteúdo que ensina a evitar estrias durante sua gestação!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.